76 ANOS DE IBIN – A HISTÓRIA

É com grande alegria que hoje comemoramos 76 anos do Instituto Batista Ida Nelson. A História desta Instituição também é a história do trabalho batista neste vasto estado do Amazonas, quando em Manaus chegou o casal de missionários vindos do Texas, Clemmie Dupree Hardy e Ethel Lee Cooper Hardy, para substituir o grande apóstolo da Amazônia Eurico Alfredo Nelson e sua esposa Ida Nelson. Chegaram aqui em plena vigência da 2ª guerra Mundial e com grande amor e fé em seus corações trabalharam e fizeram o nome de Cristo conhecido nestas paragens. O casal acolheu crianças carentes do interior do Estado, dando, início a um pequeno orfanato, e assim debaixo de uma frondosa mangueira deu-se início a história desta Instituição. Ao realizar viagens missionárias pelos Rios Solimoes e Madeira, o casal de missionários trouxeram os meninos órfãos: Maria Oliveira, AntÕnio Oliveira, Antônio Bittencourt, Ruth Venancio Pereira e Nasson. Em outbubro de 1941 deu-se início ao internato-escola com esses cinco alunos sendo a primeira professora Débora Serejo dos Santos que ao concluir o Curso de Trabalhadores Cristãs, em Recife, Pernambuco, foi convidada por Dona Ethel Hardy para trabalhar em Manaus, no início de 1941. Esse grupo de crianças deu origem aos internatos masculino e feminino, que funcionava em uma casa de madeira no mesmo terreno da missão. Débora Serejo dos Santos assumiu a direção do Internato Feminino e José Lopes assumiu o internato masculino.

O número de crianças cresceu e foi necessário convidar a professora Maria da Paz Monteiro para assumir a direção da escola, pois a professora Débora Serejo precisou desenvolver inúmeras tarefas na instituição

Em 2 de fevereiro de 1942, a escola foi registrada na secretaria de Educação e Cultura(Seduc) com o nome Escola Batista Ida Nelson. Nome escolhido em homenagem a esposa do primeiro missionário da Amazônia.

Até 1950 o estabelecimento foi sustentado pela Missão Batista do Norte. Após essa data, passou a ser mantido pela Missão Batista Equatorial.

A professora Maria da Paz Monteiro solicitou afastamento e em seu lugar assumiu a direção da escola a professora Telezila Silva Lima, até 1951. Durante este período os seguintes professores foram admitidos: Guiomar Carvalho Reis e o pastor Benício Leão. Depois, e por conta do crescente número de alunos os missionários convidaram como auxiliares, professoras brasileiras. Após o casamento da professora Telezina com o o irmão José Lopes e sua ida para o trabalho evangelístico em Itacoatira, assumiu a direção da escola a professora Janet Barros Serejo

A casa de madeira onde funcionava o internato feminino, no início de 1951 foi inexplicavelmente incendiada, sendo salva uma criança de dois anos por um motorista de ônibus . As demais crianças e professores se abrigaram na Igreja batista Memorial, próxima ao internato. Como a escola foi totalmente destruída pelo fogo, ficou sem funcionar até 1956, ano em que foi inaugurado um novo prédio, em alvenaria, construído pela Missão Batista Equatorial,no mesmo local da casa que fora incendiada, sob a direção do Pastor Lonnie Doyle. Pastor Lonnie e sua esposa Janelle Doyle foi secretário executivo do campo amazonense por 30 anos e muito contribuiu para o crescimento da escola.

Em 1964, a Missão Batista Equatorial, iniciou a entrega gradativa da escola à Convenção Batista do Amazonas e Roraima, sendo instituída uma Junta Administrativa, subordinada à Convenção Batista. Esta Junta administrativa elegeu em 1964 um diretora brasileira, professora Ivone Carvalho de Araújo Lima que já colaborava com professora na escola.

Desde 1964 até 1998, a professora Ivone Carvalho, trabalhou na direção desta escola com muito amor e dedicação. Foram anos de crescimento e projeção a nível estadual. O Instituto Batista Ida Nelson recebeu inúmeros jovens e crianças em suas salas, chegando a ter 4000 alunos, funcionando nos três turnos.

Em 1980 o IBIN iniciou no bairro do Coroado uma escola comunitária, atendendo a 100 crianças e oferecendo gratuitamente assistência pedagógica, nutricional e social ás crianças daquele bairro, mantendo convênio com a LBA e Núcleo de Alimentação Escolar. A partir do ano de 2001 a escola Comunitária passou a ser o Anexo I, com uma nova construção, atendendo alunos da Educação Infantil até à 3ª Série do Ensino Fundamental

Assumiu a direção geral do IBIN após seleção a nível nacional, o Pr. Walmir

Vieira, estando a frente da instituição no período de… neste período a escola tem um crescimento de quase 25%, passando a possuir, em 2000, 2.148 alunos. É a escola particular de Manaus que mais cresceu naquele ano.

Neste mesmo ano, o IBIN passa a ter, além do Diretor Geral, mais três Coordenadores: Profª Jane Lindoso – Coord. Pedagógica Geral, Profª Esther Dantas

Grimm D’Farias – Coord. De Educação Cristã e Capelania e o Sr. Jaspe Correa Filho –Coord. Administrativo e Financeiro.

 

Além das muitas reformas nos prédios, a escola inicia a implantação de um

sistema apostilado de ensino . Surge ainda neste ano, a escola de tempo integral, o TI, onde as crianças, da Ed. Infantil a 4ª série, podem passar o dia inteiro na escola. As salas do IBIN são utilizadas pela FBTA – Faculdade Batista do Amazonas, visando à implantação do Curso Superior.

 

Em 2002, o IBIN iniciou o ano do seu Jubileu de Ouro com 2.790 alunos.

Esteve confirmada como a maior escola particular da cidade. Suas dificuldades financeiras foram sanadas, seus prédios, modernizados, e sua mobília e equipamentos, renovados.

 

Ainda neste ano, mais dois novos prédios foram construídos para atender a grande

demanda. O IBIN retoma seu sonho inicial ao apoiar de modo significativo o Lar Batista Janelle Doyle, uma instituição da Convenção, que atende mais de 120 crianças.

No período de julho de 2002 à abril de 2006 esteve à frente da direção do Ida

Nelson a professora Jane Lindoso.

 

Em maio de 2006 até dezembro de 2013, assume como diretora geral a professora e doutora Tânia Midian Freitas de Souza, escolhida pelo conselho administrativo da instituição. Foram anos de reconstrução de muros e brechas em que com a graça do Senhor, a escola logrou êxito em tempos difíceis. Em sua gestão o projeto político pedagógico foi reformulado de forma brilhante, alcançando Certificação Internacional de Qualidade Educativa como também, Acreditação no Conselho Ibero Americano de Qualidade Educativa, tornando-se um membro de honra deste conselho.

 

Já se foram 76 anos e muita história para contar. Todos os créditos damos ao Senhor Deus, nossa inspiração, nossa Torre Forte, nosso Sustentador. A Ele e somente a Ele toda honra, glória e louvor!

Deixe um comentário

0
Connecting
Please wait...
Envie uma mensagem

Desculpe, não estamos online no momento. Deixe um recado.

* Seu nome
* E-mail
Descreva sua dúvida
Conecte-se agora

Precisa de mais ajuda?

* Seu nome
* E-mail
Descreva sua dúvida
Estamos online!
Feedback

Ajude-nos a ajudá-lo melhor! Não hesite em nos deixar qualquer comentário adicional.

Como você avalia nosso suporte?